Motivação: o primeiro passo para o sucesso escolar

Motivação: o primeiro passo para o sucesso escolar

A motivação é o motor da aprendizagem, permitindo ao aluno ter energia para o que está a fazer.

Um estudante motivado é um estudante interessado, com confiança em si, capaz de ultrapassar obstáculos e assim alcançar o sucesso escolar!

Como é que podemos então motivar de modo a potenciar esse sucesso?

A primeira etapa é permitir que as experiências escolares sejam partilhadas, criando uma interligação entre a escola-estudante-família. Todos passam a conversar sobre as aprendizagens, obstáculos e sucessos. Assim, a família demonstra que está a acompanhá-lo, ajudando-o se for necessário, e principalmente está a reconhecer o seu esforço. Ao contrário de só se falar da escola apenas no momento em que saem as notas académicas.

O estudante ao ter consciência de todo o percurso que foi necessário até ao resultado final, será capaz de valorizar o seu progresso, identificando as novas aprendizagens que realizou, face às experiências passadas. Dando-lhe maior confiança para definir novos objetivos. Estes serão fundamentais para manter-se motivado, passando a ter razões concretas para empenhar-se nas tarefas, e assim desenvolver o seu sentido de responsabilidade e capacidade de perseverança.

Já quando são mais novos os objetivos devem ser de curto prazo, de modo a manterem-se concentrados o tempo necessário à atividade. Uma das estratégias que podemos utilizar é transformar estes objetivos como se fossem níveis de um jogo. O ganho nestes casos não será o fim em si, mas que a criança compreenda todo processo e empenho necessário.

Outro aspeto fundamental é que quando se definem os objetivos, as expetativas devem ser razoáveis e principalmente terem em consideração a individualidade de cada criança, pois caso contrário são contraproducentes. Em vez de se estar a motivar pode-se estar a paralisar pelo receio do fracasso.

Por isso, o erro deve ser encarado como uma oportunidade para questionar, procurar caminhos alternativos, e assim desenvolver a criatividade. Ao se lidar desta forma permite-se criar um contexto que lhe seja motivador evitando a frustração.

Mais uma dica para se alcançar a motivação tem que ver com o método de estudo utilizado. Já todos questionámos na época da escola os nossos colegas, e percebemos que um método nem sempre era igual a outro. A realidade é que todos aprendemos de forma diferente.

Então porquê insistir num modelo padronizado de ensino que acaba por desmotivar muitos dos alunos?

Ajudar a definir e a reforçar o estilo de aprendizagem de cada aluno será determinante para que isso não aconteça. Ao se encontrar o seu estilo de aprendizagem (p. ex. através da leitura, de esquemas, da experimentação) e fazendo com que se perceba a associação de determinadas matérias apresentados na aula com o seu quotidiano a sua motivação pela escola será continuamente alimentada.

A verdade é que todas as crianças têm potencialidades. Permitir que os seus talentos emerjam ao longo do seu crescimento é responsabilidade de todos. Para que tal aconteça teremos que distanciar-nos de uma visão redutora do ensino – armazenar e decorar informação. Temos que dar oportunidade ao surgimento dos “Porquês”, o que significa voltarmos à essência de cada criança– a curiosidade – e isso fará toda a diferença. O processo de aprendizagem será muito mais gratificante e motivador, contribuindo para o seu sucesso escolar.

Motivados?

Sala do Futuro On-Line

×
×

Cart