Escola Inovadora – o que é?

Escola Inovadora – o que é?

Feche os olhos e imagine neste instante uma escola inovadora. Provavelmente visualizou um espaço repleto de novas tecnologias. Mas esta é apenas uma pequena parte do que a escola inovadora pode oferecer…

Como pode, então, reconhecer que uma escola é inovadora?

  1. Várias inteligências são valorizadas

A escola tradicionalmente tem vindo a valorizar a capacidade de memorização, a atenção e o raciocínio lógico, seja através do seu método de ensino, seja pela forma de avaliar os estudantes (testes, provas).

Estas são capacidades do ser humano bastante úteis mas também redutoras daquilo que é o potencial das capacidades do estudante.

Uma escola inovadora deverá saber aproveitar e desenvolver o aluno em todo o seu potencial.

Para isso, é necessário olhar para cada estudante como um ser único, com características diferentes. Se a escola continuar a valorizar apenas os alunos que conseguem estar 3 horas seguidas a ouvir o professor ou os que têm uma excelente capacidade para memorizar conteúdos estarão a menosprezar aqueles alunos que têm uma imaginação fértil, os que são excelentes a trabalhar com as “mãos na massa”, os que aprendem melhor em grupo ou aqueles que tem habilidades artísticas excepcionais.

O risco que a escola tradicional corre é que estes alunos se sintam incapazes e percepcionem as suas habilidades como não sendo importantes. Estarão ainda a bloquear o processo de autodescoberta vocacional.

O mundo laboral futuro vai valorizar a inteligência emocional, criatividade, pensamento crítico, colaboração, entre outras capacidades que estão a ser desperdiçadas no modelo educativo atual.

O aluno da escola inovadora é um aluno que aprende com facilidade (porque o método de estudo é adaptado às suas características individuais), está confiante das suas capacidades (porque estas são valorizadas) e tem entusiasmo pelo conhecimento (porque as suas melhores capacidades estão a ser exercitadas em acordo com os seus interesses).

  • Professor é um Guia

Na escola inovadora o professor abandona por completo o seu papel de “autoridade” e de único transmissor do conhecimento. Passa a ser um estimulador da curiosidade dos estudantes e um Guia no trajeto educativo. Este guia transforma um aluno passivo que apenas retinha a informação para um aluno ativo na busca pelo conhecimento. Será um profissional capaz de estabelecer uma relação de confiança com o aluno. O aluno tem que sentir que tem ali a pessoa que vai respeitar os seus ritmos, valorizar as suas capacidades e estar atento aos seus interesses. Será meio caminho para existir sucesso nesta parceria de trabalho.

O guia é um profissional que é flexível, criativo, sempre em busca da inovação e interessado em aprender sempre mais.

  • Personalização vence a Padronização

Este poderá ser um dos grandes desafios da escola tradicional. Porque grandes turmas dificultam a possibilidade de olhar para cada aluno como um estudante único, com capacidades, interesses e características diferentes. Na escola inovadora esse desafio não será tão difícil de ultrapassar pois os guias têm à sua disposição ferramentas tecnológicas que facilitam a personalização do ensino. Têm acesso a plataformas educativas que dão feedback das aprendizagens de cada aluno de forma individual, avaliam de imediato o seu rendimento e acompanham o seu ritmo de aprendizagem e as suas conquistas (como os níveis nos jogos).

Face à inovação que temos hoje nas mãos, a massificação do ensino torna-se definitivamente desnecessária.

  • Tecnologias Emergentes têm destaque

Não basta colocar um quadro interativo numa sala de aula e utilizá-lo para o professor escrever a matéria, para se considerar uma sala inovadora.

A inovação está em tornar as tecnologias emergentes num meio para facilitar o processo de ensino-aprendizagem.

Permitir que através destes meios tecnológicos os alunos possam criar e conhecer novos campos de estudo como a robótica, programação ou a realidade virtual. Preparando-os já para as competências que se esperam ser úteis para as profissões do futuro.

Estes meios tornam a aprendizagem mais intuitiva e próxima da realidade do aluno desta era digital. Promovem também maior entusiasmo e permitem aliciar a curiosidade dos estudantes, pois as tecnologias trazem-nos uma infinidade de possibilidades.

  • O Espaço é livre

Aquelas salas de aula cheias de carteiras viradas para um quadro de giz e paredes brancas têm vindo timidamente a desaparecer. Quando olhamos para uma sala inovadora, ela não nos pode fazer lembrar de forma nenhuma a escola que frequentámos em crianças.

A sala de aula tem que transmitir alegria, liberdade e prazer na aprendizagem.

Parece-se mais com uma sala de estar confortável, com luz e um espaço amplo. Os alunos podem levantar-se, agruparem-se em grupos ou trabalhar individualmente. Têm os materiais e os recursos acessíveis e podem mexer neles sem constrangimentos. Uma escola inovadora permite ainda aprender num espaço flexível seja interior ou exterior, saberá colocar a comunidade e o meio envolvente dos alunos ao serviço da educação.

Recue no tempo e imagine-se agora a aprender nesta nova escola…O que sentiu? Descobrirá assim os benefícios que a escola inovadora tem.

Venha conhecer a nossa Sala do Futuro em Lisboa ou visite-nos nas nossas redes sociais do facebook ou instagram.

Deixe uma resposta

×
×

Cart